segunda-feira, setembro 25, 2006

Ser feliz...

Klee, Jardim de Rosas, 1920


Posso ter defeitos, viver ansioso e ficar irritado algumas vezes, mas não esqueço de que minha vida é a maior empresa do mundo e que posso evitar que ela vá à falência. Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver, apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise. Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar um autor da própria história. É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis no recôndito da sua alma. É agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida. Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos. É saber falar de si mesmo. É ter coragem para ouvir um “não”. É ter segurança para receber crítica, mesmo que injusta. Pedras no caminho? Guardo todas, um dia vou construir um castelo.

(Fernando Pessoa)

13 Comments:

Anonymous Anónimo said...

eu diria antes:

Posso ter defeitos, viver ansioso e ficar irritado algumas vezes, mas não esqueço de que minha vida não é a maior empresa do mundo e que não posso evitar que ela vá à falência. Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver, apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise.

entretanto hoje estou pró feliz, cacei um monte de lixo (mas a ribeira é só amanhã), está um dia lindo, vou para o mar e para as rochas...

py

12:48  
Blogger Sílvia said...

Bem, eu prefiro a versão do Pessoa... e depois, só há momentos felizes, como esse de usufruires de um dia lindo, do mar, das rochas... Aproveita! Mesmo que não sejas feliz, que isso não te importe.
Bem, agora vou fazer as malas e rumar até à capital...

13:27  
Anonymous Anónimo said...

eu sou feliz uns bokados todos os dias (ou quase), boa viagem, pensei que já estavas pela Al Usbuna, eterna princesa (sabes que isto de estar desemp tem um lado bom ;)

16:13  
Blogger Sílvia said...

O julgamento foi adiado mais uma vez e eu ainda estou aqui a saborear a tarde de sol em passeios pela casa.

Então, agora, só te falta fazer os outros "um bokado" felizes... Não tens tempo a perder!

16:48  
Anonymous Anónimo said...

isso faço umas coisas, e o resto é com os deuses e com os próprios...

Como eu não quero achar que a minha vida é a maior empresa do mundo fico livre desse encargo

(amanhã é que é a ribeira)

19:08  
Anonymous Anónimo said...

entretanto, coisas práticas:

o que achas dessa história da função pública ter de emagrecer para conter a Despesa Pública que em Portugal é 60% do PIB e na média da UE é 40%?

Eu acho que por as pessoas no desemprego é terrível para todos, mas por outro lado havia uma perversão no funcionalismo público em que em vez de ajudarem o utente, chateavam e chateavam.

Não sei como pensar. Durante muito tempo fui socialista e achava que muito Estado era bom, depois descobri que não,

19:46  
Anonymous Anónimo said...

, mas para não te deixar baralhada, por exemplo eu acho que os professores do secundário, profissão que é muito pesada psicologicamente, deviam ter turmas de dimensão adequada e não dar mais de 4 horas de aulas num dia, se tanto. Por causa da cabeça e da voz, etc.

O Estado que eu descobri que sou contra é o dos bastidores...

Por exemplo, sobre a ribeira aqui estou farto de contactar entidades que ganham toas à conta de supostamente tomarem conta das ribeiras, etc., mas quem vai lá limpá-la à revelia das instituições (porque nem respondem) sou eu. É disto que falo e de todos os meandros que nem conheço...

20:04  
Anonymous Anónimo said...

Colocas questões interessantes mas, de momento, só te posso desejar um bom trabalho na ribeira. Esse teu trabalho é também para a comunidade dos amigos da ribeira, por isso parabéns!
Até logo!

13:54  
Anonymous Anónimo said...

sim, não te preocupes a responder, coloquei-te questões que me coloco, só isso.

Hoje limpei a ribeira, junto com o n. vigilante do ambiente, andei com as luvas metidas na m*rda, embora a vegetação, as rãs, etc estejam bonitas...

Resultado: cheguei a casa e tinha o e-mail do IA a garantir-me a transferência do dinheiro para pagar ao v. a., que eu já estava chateado.

A deusa da ribeira recompensa sempre.

Até logo

17:07  
Anonymous Anónimo said...

Os "terroristas" de Benfica e a vida familiar deixam-me muito pouco tempo para estas andanças de blogs.

Sim, os deuses recompensam sempre aqueles que dispõem das suas aprendizagens e conhecimento para benefício dos outros.

Acho que deverias ter um blog para sensibilização e defesa das "ribeiras" deste país. Pensa nisso...

Sim, acredito que a admnistração pública vai, brevemente, sofrer uma reviravolta, tornando-se mais eficaz e produtiva. Os professores já começaram a "levar no pêlo"...

20:08  
Anonymous Anónimo said...

eu estou naquele sítio triplov, isso chega-me, e payro por aqui e por ali

não quero um blogue, tudo o que temos nos prende

mas também não quero contribuir para te cansar, antes para respirar

ao contrário do Pessoa, tento não guardar pedra alguma, e livrar-me das que ainda tenho, não gosto de tralha e de pesos, e o castelo seria apenas outro túmulo muralhado

gosto muito de ribeiras

21:46  
Anonymous Anónimo said...

Sim, eu sei... Também és um poeta.

21:50  
Anonymous Anónimo said...

http://www.postalescachondas.com/nuevo/create.php?card_id=642

09:28  

Enviar um comentário

<< Home